Evento da Cantu traz novidades da Itália, Argentina e de outros países

Evento da Cantu traz novidades da Itália, Argentina e de outros países

A importadora Cantu, paranaense de origem, mas hoje com forte presença em São Paulo, realizou aqui na semana passada seu Cantu Day 2019 para promover os vinhos que distribui com exclusividade. Foi possível provar muita coisa interessante. Destacamos alguns rótulos que chamaram a atenção pelo preço acessível e outros oferecidos por vinícolas já conhecidas e que vale a pena rever.

 

Sogno Italiano Tinto

Grupo MGM Mondo del Vino – Itália – Cantu – R$ 35 – Nota 86

Fundada em 1991, a MGM integra hoje o grupo Mondo del Vino, que possui 17 vinícolas espalhadas por toda a Itália. Parte de sua linha é formada por tintos e brancos de apelo popular, fáceis de entender, de preço acessível, sem preocupação de representarem esta ou aquela região. É o caso deste tinto frutado e simples, feito a partir de quatro uvas. Duas, Nero d’Avola e Merlot, vêm de vinhedos localizados na Sicília; e as outras duas, Sangiovese e Cabernet Sauvignon, da Emilia Romagna. Nada de madeira, só a fruta. Leve, poucos taninos, pouco álcool, sensação de doçura, sem complicações (11,5%).

 

Yellow Tail Shiraz 2018

Casella Wines – South Eastern Australia – Austrália – Cantu – R$ 69 – Nota 89

A família Casella imigrou da Itália para a Austrália no final da década de 1950 e começou a produzir vinhos lá por volta de 1969. Possui vinhedos e marcas em diversas áreas do país. Em 2000 lançou a Yellow Tail, com tintos e brancos corretos e fáceis, pensados para o mercado norte-americano, onde fizeram sucesso. Estiveram antes por aqui, trazidos por outra importadora, e agora têm distribuição regular pela Cantu. O Shiraz, frutado e macio, com estágio de 4 meses em barricas usadas de carvalho americano e francês, expressa bem o que o grupo pretende com esta linha. Traz ao nariz fruta negra, toque floral e algo de cacau. Na boca é gordinho, mostra boa estrutura e fruta, taninos suaves, tudo descomplicado, fácil de beber (13,5%).

 

San Telmo The Grill Master Malbec-Shiraz 2018

San Telmo – Mendoza – Argentina – Cantu – R$ 35 – Nota 87

A bodega foi criada em 1973, mas os primeiros vinhos só chegaram ao mercado em 1989, trazendo sempre perfil frutado e jovial. O tinto, da linha de entrada, corte de 60% Malbec e 40% Shiraz, sem passagem por carvalho, oferece fruta madura, que lembra cereja. Em corpo médio, é macio, frutado e fácil. Seco, mas com sensação de doçura. O rótulo indica que é meio-seco, exigência da legislação brasileira quando o vinho tem acima de 4,1 gramas de açúcar por litro. No caso, de 6 a 9 gr. (13%).

 

Susana Balbo Tradición Malbec 2017

Susana Balbo Wines – Mendoza – Argentina – Cantu – R$ 95- Nota 90

Susana Balbo, a primeira mulher a se formar em Enologia na Argentina, trabalhou em muitas vinícolas importantes do país, até criar sua própria bodega, em 1999, em Agrelo, na zona histórica de Luján de Cuyo. Sempre ativa e irrequieta, conta hoje com a ajuda dos filhos José, também enólogo, e Ana. Seu tinto, da gama intermediária do portfólio, afinado por 14 meses em barricas de carvalho, apresenta bom equilíbrio e fineza. Nos aromas há frutas negras e cereja, além de notas florais e tabaco. Na boca é bem estruturado, suculento, com taninos maduros, macios, boa acidez e persistência (14,5%).

 

Nuiton-Beaunoy Bourgogne Pinot Noir Réserve 2015

Nuiton-Beaunoy – Borgonha – França – Cantu – R$ 167 – Nota 90

Tinto da região de Beaune, no coração da Borgonha, faz estágio por 8 meses em barricas de carvalho francês. Lembra ao nariz pitanga, em meio a notas de canela e outras especiarias. Em corpo médio, tem estrutura, boa acidez, taninos maduros e um final persistente, com um toque balsâmico no final. Vinho agradável, gostoso, sem excessos (13%).

 

 


Tags assigned to this article:
Cantu

Related Articles

Durbanville Hills, sabores da África do Sul

  Para quem quiser conhecer melhor os tintos e brancos da África do Sul, país que produz vinhos há mais

World Wine lança vinhos Terra Rossa, da Puglia, origem da família La Pastina

Para comemorar os 18 anos da World Wine, o empresário Celso La Pastina está lançando a linha de vinhos Terra

Argentina quer mostrar que, além de tintos e Malbec, também produz ótimos vinhos brancos

Quando se fala em vinhos da Argentina, a primeira coisa que vem à cabeça são tintos, especialmente os feitos com

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*