Mistral a bom preço

Mistral a bom preço

Mais uma vez, a importadora Mistral, do empresário Ciro Lilla, deu um show de organização e tentações em seu evento bianual de produtores. A caravana do 8º Encontro Mistral, com 85 produtores de 15 países, ficou primeiro em São Paulo (dias 6 e 7 de Junho) e depois seguiu (dia 8) para o Rio de Janeiro. Grandes nomes, vinhos soberbos e muitos visitantes, uma verdadeira festa em todos os sentidos.

O catálogo da Mistral é sempre um porto seguro na hora de comprar vinhos. Mas nesses tempos de dificuldades econômicas, nem sempre o consumidor deseja, ou pode, comprar o que gostaria. Não há problema. No portfolio da importadora há grandes vinhos a bom preço. Entre os muitos rótulos provados no 8º Encontro, selecionei alguns de boa qualidade que certamente vão fazer bonito à mesa, sem doer no bolso.

 

Copa RCopa Real Oroeal Oro Tempranillo 2012

Cosecheros y Criadores – Tierra de Castilla – Espanha – Mistral – R$ 60,30 – Nota 89

A vinícola integra o grupo Martinez Bujanda. Oferece um belo tinto jovial e frutado, produzido com 100% Tempranillo. No nariz há cereja e framboesa, em meio a notas florais. Corpo médio, macio, com boa acidez e frescor. A passagem de 6 meses por barricas de carvalho americano confere aromas e sabores, sem marcar muito o vinho. Um tinto sem complicações, fácil e bom para acompanhar comida (13%).

 

 

Carmen Classic Cabernet Sauvignon 2014Carmen Classic CS

Viña Carmen – Vale de Colchagua – Chile – Mistral R$ 55,67 –  Nota 87

A vinícola, fundada em 1850, pertence hoje ao grupo Santa Rita, o terceiro maior do Chile. Mas tem vida própria e uma equipe jovem, comandada pelo talentoso enólogo Sebastián Labbé. Seu tinto, em que a Cabernet Sauvignon (93%) leva uma pitada de Cabernet Franc (7%), é frutado e tem boa estrutura, mostra peso na boca. Os taninos são firmes e maduros. Um velho conhecido dos brasileiros, sempre agradável e fácil de beber (13,5%).

 

Entre II Santos Tinto 2010

Campolargo – Bairrada – Portugal – Mistral – R$ 99 – Nota 88

A família éPHOTO_20160606_184246 há muito ligada à plantação de uvas, mas só começou a produzir vinhos nos anos 1990. Construiu a adega em 2004 e possui 170 hectares de vinhedos em duas quintas. Sob a liderança de Carlos Campolargo, oferece bons rótulos com castas portuguesas e também internacionais. É o caso deste tinto, lote de 55% Baga, a variedade emblemática da Bairrada, 35% Castelão Nacional (um pouco diferente da mais conhecida Castelão, antes Periquita) e 15% Merlot, com passagem de até 6 meses por barricas usadas. Traz nos aromas cereja, é aberto, ligeiro, com estrutura e acidez, muito bom para comida (14,5%).

 

Altano Tinto 2013Altano Tto

Altano/Symington – Douro – Portugal – Mistral – R$ 95,60 – Nota 90

Delicioso lote de Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca, com repouso de seis meses em barricas usadas de carvalho francês e americano. É frutado, a cereja, floral, com muito boa acidez e frescor. Um tinto de entrada de gama bem feito, equilibrado, feito para acompanhar comida (13,7%).

 

VallontanVallontano Tannato Reserva Tannat 2009

Vallontano – Vale dos Vinhedos, RS – Brasil – Mistral – R$ 61,50 – Nota 89

Luís Henrique Zanini é um dos mais respeitados profissionais da nova geração de enólogos em atividade no Brasil. Seus vinhos, na pequena Vallontano e em outros projetos, são sempre bem cuidados e procuram expressar fielmente o terroir de onde se originam. O Tannat é delicioso. Mostra boa fruta madura, notas tostadas e de café, deixadas pelo estágio de 12 meses em carvalho francês. Produção reduzida, grande qualidade (13%).

 

 

Estiba I Tempranillo Rosado 2015Estiba I Rosado

Bodegas Esmeralda/Catena – Mendoza – Argentina – Mistral – R$ 49,50 – Nota 87

Faz parte da nova linha de entrada da vinícola, que pertence ao grupo do renomado Nicolás Catena. Um rosé leve, frutado, fácil de beber. Lembra cereja na cor e nos aromas. Há ainda notas florais a rosas. Tem estrutura, boa acidez e frescor, sem exageros (13,5%).



Related Articles

Boya Pinot Noir 2014

Amayna/Viña Garcés Silva – Vale de Leyda – Chile – Mistral – R$ 129,76 – Nota 89 Projeto novo da

Tinto ou branco? Os vinhos para o bacalhau

Pode-se comer bacalhau em qualquer época do ano, mas é inegável que no Brasil o consumo é maior no Natal

Ruta Natureba, um passeio por vinícolas especiais do Chile

Os turistas brasileiros em visita ao Chile, e que gostam de vinho, têm agora uma nova opção para conhecer algumas

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*