Mistral a bom preço

Mistral a bom preço

Mais uma vez, a importadora Mistral, do empresário Ciro Lilla, deu um show de organização e tentações em seu evento bianual de produtores. A caravana do 8º Encontro Mistral, com 85 produtores de 15 países, ficou primeiro em São Paulo (dias 6 e 7 de Junho) e depois seguiu (dia 8) para o Rio de Janeiro. Grandes nomes, vinhos soberbos e muitos visitantes, uma verdadeira festa em todos os sentidos.

O catálogo da Mistral é sempre um porto seguro na hora de comprar vinhos. Mas nesses tempos de dificuldades econômicas, nem sempre o consumidor deseja, ou pode, comprar o que gostaria. Não há problema. No portfolio da importadora há grandes vinhos a bom preço. Entre os muitos rótulos provados no 8º Encontro, selecionei alguns de boa qualidade que certamente vão fazer bonito à mesa, sem doer no bolso.

 

Copa RCopa Real Oroeal Oro Tempranillo 2012

Cosecheros y Criadores – Tierra de Castilla – Espanha – Mistral – R$ 60,30 – Nota 89

A vinícola integra o grupo Martinez Bujanda. Oferece um belo tinto jovial e frutado, produzido com 100% Tempranillo. No nariz há cereja e framboesa, em meio a notas florais. Corpo médio, macio, com boa acidez e frescor. A passagem de 6 meses por barricas de carvalho americano confere aromas e sabores, sem marcar muito o vinho. Um tinto sem complicações, fácil e bom para acompanhar comida (13%).

 

 

Carmen Classic Cabernet Sauvignon 2014Carmen Classic CS

Viña Carmen – Vale de Colchagua – Chile – Mistral R$ 55,67 –  Nota 87

A vinícola, fundada em 1850, pertence hoje ao grupo Santa Rita, o terceiro maior do Chile. Mas tem vida própria e uma equipe jovem, comandada pelo talentoso enólogo Sebastián Labbé. Seu tinto, em que a Cabernet Sauvignon (93%) leva uma pitada de Cabernet Franc (7%), é frutado e tem boa estrutura, mostra peso na boca. Os taninos são firmes e maduros. Um velho conhecido dos brasileiros, sempre agradável e fácil de beber (13,5%).

 

Entre II Santos Tinto 2010

Campolargo – Bairrada – Portugal – Mistral – R$ 99 – Nota 88

A família éPHOTO_20160606_184246 há muito ligada à plantação de uvas, mas só começou a produzir vinhos nos anos 1990. Construiu a adega em 2004 e possui 170 hectares de vinhedos em duas quintas. Sob a liderança de Carlos Campolargo, oferece bons rótulos com castas portuguesas e também internacionais. É o caso deste tinto, lote de 55% Baga, a variedade emblemática da Bairrada, 35% Castelão Nacional (um pouco diferente da mais conhecida Castelão, antes Periquita) e 15% Merlot, com passagem de até 6 meses por barricas usadas. Traz nos aromas cereja, é aberto, ligeiro, com estrutura e acidez, muito bom para comida (14,5%).

 

Altano Tinto 2013Altano Tto

Altano/Symington – Douro – Portugal – Mistral – R$ 95,60 – Nota 90

Delicioso lote de Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca, com repouso de seis meses em barricas usadas de carvalho francês e americano. É frutado, a cereja, floral, com muito boa acidez e frescor. Um tinto de entrada de gama bem feito, equilibrado, feito para acompanhar comida (13,7%).

 

VallontanVallontano Tannato Reserva Tannat 2009

Vallontano – Vale dos Vinhedos, RS – Brasil – Mistral – R$ 61,50 – Nota 89

Luís Henrique Zanini é um dos mais respeitados profissionais da nova geração de enólogos em atividade no Brasil. Seus vinhos, na pequena Vallontano e em outros projetos, são sempre bem cuidados e procuram expressar fielmente o terroir de onde se originam. O Tannat é delicioso. Mostra boa fruta madura, notas tostadas e de café, deixadas pelo estágio de 12 meses em carvalho francês. Produção reduzida, grande qualidade (13%).

 

 

Estiba I Tempranillo Rosado 2015Estiba I Rosado

Bodegas Esmeralda/Catena – Mendoza – Argentina – Mistral – R$ 49,50 – Nota 87

Faz parte da nova linha de entrada da vinícola, que pertence ao grupo do renomado Nicolás Catena. Um rosé leve, frutado, fácil de beber. Lembra cereja na cor e nos aromas. Há ainda notas florais a rosas. Tem estrutura, boa acidez e frescor, sem exageros (13,5%).



Related Articles

Evento da Cantu traz novidades da Itália, Argentina e de outros países

A importadora Cantu, paranaense de origem, mas hoje com forte presença em São Paulo, realizou aqui na semana passada seu

Achaval Ferrer, uma das joias da importadora Inovini

Durante toda esta semana, a importadora Inovini, braço do grupo Aurora, promove seu Road Show. Desta vez, a caravana vai

Veuve Clicquot apresenta o novo Extra Brut Extra Old, a primeira grande novidade da casa em 13 anos

O consumidor que gosta de champagne, e de outros espumantes, parece caminhar naturalmente para vinhos mais secos do que o

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*