Conheça os vinhos da Eslovênia

Conheça os vinhos da Eslovênia

Entre os vinhos que chamaram a atenção na Expovinis 2016 estão os eslovenos, ainda pouco conhecidos por aqui. Movia e Gomila são rótulos que vale provar. A República da Eslovênia, como se sabe, é um pequeno país da Europa Central, entre Áustria, Hungria, Croácia, Itália e mar Adriático. Fazia parte da antiga Iugoslávia e se tornou independente em 1991. Sua capital é Liubliana e hoje integra a União Europeia. Produz vinho desde o tempo dos romanos, que dominaram a região. Oferece tintos e brancos muito interessantes, feitos com uvas nativas (tintas Refosk, Modra Frankinja, Zametovka, Modri Pinot; brancas Sipon, Rumeni) e internacionais.

Na paisagem, marcada por montanhas, florestas e faixas litorâneas, três regiões vinícolas se destacam. Podravje, no nordeste do país, ao lado da Áustria, nos sopés dos Alpes, de clima frio, é a maior zona de plantio. Posavje, a leste, é menor e menos conhecida no exterior. Já Primorje (ou Primorska), que quer dizer “ao lado do mar”, no sudoeste esloveno, reúne grandes produtores. Uma de suas sub-regiões mais conhecidas é Goriska Brda, praticamente continuação das Collio do Friuli, de onde saem alguns dos melhores brancos da Itália.

Em Goriska Brda fica a vinícola Movia, cujos primeiros registros históricos datam de 1700. Possui 22 hectares de vinhedos, com manejo biológico. Na Expovinis, mostrou quatro brancos espetaculares. Movia Ribolla 2012, feito com a uva indicada no rótulo e estágio de dois anos em carvalho. Maduro e suculento (R$ 248 – Nota 91/100); Movia Exto Gredic (o nome brinca com ex-Tokai Friulano, pois esta identificação Tokai é exclusiva agora para vinhos da Hungria). Perfumado, cítrico, tem corpo médio e ótima acidez (R$ 148 – Nota 90). Movia Sauvignon Blanc 2013, um perfil diferente, com aromas a rosas, seco e basante equilibrado (R$ 168 – Nota 91). E o Movia Grigio Ambra 2012, no estilo vinho laranja, em que o mosto é mantido por longo tempo em contato com as cascas, como nos tintos. Maduro, aromático, estruturado, acidez perfeita, com muita fruta e frescor (R$ 198 – Nota 92). Os vinhos Movia serão distribuídos no Brasil pela importadora Eslobras (tel. (11) 98890-6510).

Gomila SBOutro destaque da feira foi a P&F, comandada pela família Puklavec, uma das maiores vinícolas de Podravje. Administra 1.100 hectares plantados com uvas, dos quais 650 ha pertencem à família. Um dos vinhedos, especial, com 22 hectares, é o Gomila, que dá vinhos com muita mineralidade. É o caso do Puklavec Gomila Single Vineyard Selection Sauvignon Blanc 2015, branco estruturado, exuberante, com boa fruta doce, lembrando maracujá, algo de aspargo, e muito persistente na boca. Foi o ganhador do Top Ten da Expovinis, na categoria Brancos importados (Nota 90). O representante da P&F no Brasil pode ser contatado no endereço mmartinsjr@pfwineries.com.

Para saber mais sobre os vinhos eslovenos, é bom consultar também o catálogo da importadora Decanter, que ajudou a divulgar em nosso mercado a imagem e as qualidades dos rótulos daquele país. A Decanter distribui com exclusividade os tintos e brancos das vinícolas Simcic Marjan e Marko Fon.



Related Articles

Nederburg Foundation Sauvignon Blanc 2016

Nederburg Foundation Sauvignon Blanc 2016 Nederburg – Cabo – África do Sul – Casa Flora/Porto a Porto – R$ 46

Bons tintos da importadora Decanter para reforçar a adega

Na hora de repor os vinhos da adega, ou planejar o estoque para os dias frios que se aproximam, é

A volta da Forestier

Os mais velhos, ou mais experientes, certamente se lembram dos vinhos da Maison Forestier, que fizeram sucesso no Brasil nas

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*