Garzón Tannat vai bem com carne grelhada

Garzón Tannat vai bem com carne grelhada

 

Para acompanhar churrasco e carnes grelhadas, os tintos uruguaios feitos com a uva Tannat são ótima alternativa. O vinho da bodega Garzón vai nessa linha e se sai bem. É o que mostrou esta semana, em evento que reuniu vinhos importados pela World Wine/La Pastina e carnes da Academia da Carne Friboi.

bodega-garzon2

A moderna e bela adega da Garzón, inaugurada em março

 

garzon-tannat-2Garzón Tannat 2014

Bodega Garzón – Maldonado – Uruguai – World Wine/La Pastina – R$ 90 – Nota 89

O Garzón Tannat é jovial, frutado, com acidez boa, daquelas para limpar o paladar. Tem taninos maduros, bom corpo, sem exageros e é fácil de beber. Com passagem de 6 meses por barricas de carvalho, não é marcado pela madeira e recebe elogios pelo conjunto. Aqui a procedência importa. Garzón é uma das vinícolas mais modernas e inovadoras do Uruguai. Pertence ao megaempresário argentino Alexandro Bulgheroni, que em 2000 comprou 5 mil hectares de terras em Maldonado, na costa Leste – perto dos balneários Punta del Este e José Ignacio -, voltados para o agronegócio. Lá tem 213 hectares de vinhedos e inaugurou em março passado sua adega espetacular, moderna e de bela arquitetura. Os tintos e brancos da Garzón (a vinícola oferece um belo Albariño e muito bom Sauvignon Blanc) devem melhorar ainda mais nos próximos anos, pois conta com a consultoria do grande enólogo italiano Alberto Antonini. Investimentos para isso não devem faltar. Bulgheroni é um dos homens mais ricos da Argentina, dono das petroleiras Bridas e Pan American Energy (PAE). Além da uruguaia Garzón, tem vinícolas em Mendoza (Vistalba) e na Califórnia (Renwood Winery).

 


Tags assigned to this article:
GarzónGrelhadosMaldonadoTannatUruguaiworld wine

Related Articles

A Quinta Vale D. Maria agora é da Aveleda

Esta semana em São Paulo, Cristiano Van Zeller, dono da emblemática Quinta Vale D. Maria, no Douro, nordeste de Portugal,

Santa Julia Reserva Cabernet Sauvignon 2015

Santa Julia Reserva Cabernet Sauvignon 2015 Familia Zuccardi – Mendoza – Argentina – Pão de Açúcar – R$ 59,90 –

Pêra-Grave, um vinho com história

O tinto português Pêra-Grave, produzido no Alentejo pela família de João Grave, além de bem feito carrega uma longa história.

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*