Safra de 2018 já começa a ser colhida no Rio Grande do Sul

Safra de 2018 já começa a ser colhida no Rio Grande do Sul

Colheita começa hoje na Serra Gaúcha

O ano ainda não terminou, mas agricultores gaúchos já começam a colher as primeiras uvas da safra de 2018. A Cooperativa Vinícola Garibaldi, na Serra Gaúcha, informa que as 396 famílias associadas iniciam a vindima hoje, com projeção de 19 milhões de quilos de uvas – 3 milhões a menos do que em 2017.

Pinot Noir e Chardonnay, uvas de amadurecimento precoce, estão entre as primeiras a entrar no setor de recepção. São destinadas à elaboração de vinho base para espumantes, um dos pontos fortes da cooperativa e da própria Serra Gaúcha, e representam 20% do total estimado para a safra.

Qualidade da safra depende do clima

A coleta na cooperativa foi antecipada em duas semanas. No ano passado começou em 9 de janeiro. Ainda é cedo para avaliar como será o comportamento do clima durante 2018, pois a colheita se estenderá até meados de abril. Como sempre acontece, a qualidade das uvas dependerá do índice de chuvas no período e se será um ano menos ou mais seco do que o habitual.

Na Vinícola Garibaldi, as expectativas são boas. Pelas visitas feitas aos produtores, o gerente agrícola da cooperativa, Evandro Bosa, diz que é possível prever uma safra com uvas de qualidade. “Não tivemos grandes alterações climáticas e nem pragas que pudessem atrapalhar o desenvolvimento dos parreirais”, destaca ele. Agora, é esperar para ver.

 

Safra 2017

No ano que está terminando a safra foi boa em qualidade, sem ser excepcional, e em quantidade, ajudando a repor as perdas de 2016, ano que teve registro de interferências climáticas desfavoráveis e quebra histórica de 50% em volume. Segundo registro do Ibravin, o Instituto Brasileiro do Vinho, a colheita gaúcha em 2017 somou cerca de 750 milhões de quilos de uva.

No início do ano os viticultores previam a presença do fenômeno La Niña que, ao contrário do El Niño, costuma trazer para a região Sul verões secos e quentes, e a promessa de safras grandiosas, o que não aconteceu. Ainda assim a safra foi considerada pelo menos boa, proporcionando uvas sadias e muitos vinhos com 14% de álcool.

 


Tags assigned to this article:
BrasilSafra 2018

Related Articles

Chianti e seus vários estilos, em momento de grande renovação

O Chianti, um dos mais conhecidos e tradicionais vinhos italianos, está se renovando ano a ano. “Hoje é diferente do

Casa Ermelinda Freitas Touriga Nacional Reserva 2013

Os vinhos que mereceram as melhores premiações dos jurados do VIII Brazil Wine Challenge, realizado em Bento Gonçalves (RS) em

Dia de São Vicente, protetor da vinha e do vinho

Domingo agora, 22 de janeiro, os franceses comemoram o dia de Saint-Vincent, padroeiro da vinha e do vinho. A data

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*