Zahil tem novo showroom em São Paulo e novidades no catálogo

Zahil tem novo showroom em São Paulo e novidades no catálogo

A nova loja na rua Bandeira Paulista

Depois de três anos concentrada apenas em sua sede administrativa e depósito, na área de Jurubatuba, zona sul de São Paulo, a importadora Zahil volta a ter loja física no Itaim Bibi. O bem montado showroom fica na rua Bandeira Paulista, 726, perto do local onde, por 10 anos, a empresa manteve sua unidade anterior, na rua Manuel Guedes. Além da loja, a Zahil apresenta novidades no catálogo, que incorporou tintos e brancos de mais cinco produtores da França e da Itália.

O recém-aberto showroom, situado no piso térreo do prédio comercial The Flag, tem estacionamento fácil e, junto com a venda de vinhos, oferece espaço para degustações, cursos, oficinas e eventos temáticos. É mais um passo na bem sucedida trajetória dos irmãos Antoine Zahil e Serge Zehil, de origem libanesa, que começou na década de 1970 com a comercialização de alimentos, especialmente palmito e conservas. A importadora surgiu em 1986 e em 1999 passou a se dedicar somente à distribuição de vinhos.

Vinha do Domaine de Lambisque, no Rhône

O portfólio da Zahil traz mais de 330 rótulos produzidos por cerca de 70 produtores, de 12 países. Entre eles há vinícolas bastante conhecidas por aqui, como as argentinas Rutini, Salentein e Callia; as chilenas Viña Los Boldos e Aquitania; as francesas Drappier, Trimbach, Château Puycarpin e Château de Pibarnon; Château Kefraya, do Líbano; as italianas Michele Chiarlo e Il Carbonaione. Há ainda os produtos espanhóis da casa La Rioja Alta; e os ícones da Sogrape/Casa Ferreirinha, de Portugal, entre eles o Barca Velha.

Para dar alternativas ao consumidor, diante das dificuldades econômicas vividas pelo país, nos últimos meses a Zahil buscou vinhos de preço mais acessível. Assim, incorporou ao catálogo marcas das vinícolas francesas Domaine Lambisque, do Rhône; Abbotts & Delaunay, do Languedoc-Roussillon; e Château Penin, de Bordeaux. Da Itália há novos tintos das empresas Cantolio, da Puglia, e Nicosia, da Sicília.

 

Côtes du Rhône Les Vignes Sauvages 2016

Domaine de Lambisque – Rhône – França – Zahil – R$ 121 – Nota 90

Tinto macio, saboroso e bem feito, produzido com as uvas típicas do Rhône e uso discreto da madeira. O Domaine de Lambisque explora 26 hectares de vinhedos nas comunas de Suze-la-Rousse e Bollène, na parte norte das Côtes du Rhône, com solos marcados pela presença de seixos redondos. O nome da casa vem da palavra provençal “lambrusco”, que significa “vinhas silvestres”, referência ao fato de que ali havia videiras desde tempos muito antigos. Mas a história atual do domaine começou nos anos 1940, quando o chefe da família Lambilly comprou a propriedade, com a intenção de deixá-la para os netos. A vinícola é comandada atualmente por Claire e seu marido, Philippe d’Autume, oficial da Marinha francesa que, depois de aposentado, tornou-se viticultor. Sem grande experiência, eles buscaram a colaboração de Catehrine e Laurent Delaunay. De uma antiga família de negociantes de vinho da Borgonha, Delaunay ganhou nome também como produtor, pela qualidade dos tintos e brancos que vinifica em suas duas vinícolas do sul da França, Abbotts & Delaunay e Domaine de la Metairie d’Alon. A parceria entre os dois casais deu muito certo, como se vê por este tinto, corte de 75% Grenache, 15% Cinsault, 5% Carignan e 5% Syrah, com estágio de 3 meses em barricas de carvalho. Lembra nos aromas cereja e ameixa, com notas de anis e algo de mentol e balsâmico. Em corpo médio, é envolvente na boca, tem acidez firme, taninos maduros e equilíbrio. Bom final, com agradável frescor (14%).

 

Showroom Zahil – Rua Bandeira Paulista, 726 – Itaim Bibi – São Paulo/SP – Tel.: (11) 3071-2900 – E-mail: www.zahil.com.br.


Tags assigned to this article:
Itaim BibiZahil

Related Articles

Alguns destaques do guia Descorchados 2018

No lançamento da edição brasileira do guia Descorchados 2018, na semana passada, em São Paulo, os destaques foram os vinhos

Importadora se especializa em vinhos naturais de pequenos produtores de Chile e Argentina

No concorrido mercado de vinhos importados no Brasil, é importante oferecer produtos de qualidade e que, de alguma forma se

Veuve Clicquot apresenta o novo Extra Brut Extra Old, a primeira grande novidade da casa em 13 anos

O consumidor que gosta de champagne, e de outros espumantes, parece caminhar naturalmente para vinhos mais secos do que o

No comments

Write a comment
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*